Ensino Médio ganha prêmio por projeto sustentável

Na noite do dia 22 de agosto, foi realizada a abertura da Virada Cultural 2019 na Unibes Cultural e, como ponto de partida do evento, ocorreu a entrega do prêmio “DESAFIO 2030 – ESCOLAS TRANSFORMANDO NOSSO MUNDO”.

Esse prêmio tem como propósito reconhecer o trabalho desenvolvido nas instituições de Ensino Básico, por meio de projetos transformadores ligados aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Veja os outros vencedores em: https://www.reconectta.com/premiodesafio2030

O projeto do nosso ensino médio de 2018 “Sustentabilidade: agir ou assumir consequências” foi o grande vencedor, dentre quase 90 projetos inscritos.

Tanto o prêmio, como a entrada dos nossos formandos nas melhores universidades nacionais e internacionais, mostra como a nossa proposta de ensino médio está cada vez mais consolidada.

Saiba mais sobre o projeto vencedor

Título: “Sustentabilidade: agir ou assumir consequências?”

Resumo:

Como garantir a sobrevivência de nossa sociedade e planeta considerando a maneira como nosso mundo se organiza e os conflitos e desafios que cada vez mais nos afligem? Com tais questionamentos, o projeto redirecionou não só a forma como os alunos e os funcionários da escola enxergam a sustentabilidade, como criou a oportunidade para que estes se tornassem agentes de mudanças reais na comunidade. A participação engajada dos alunos no processo de mudança proporcionou o desenvolvimento de um sentimento de corresponsabilidade e cooperação na busca de ações para a solução dos complexos desafios que nortearam o nosso presente futuro.

Objetivo:

O principal objetivo do projeto não foi buscar uma única resposta para a questão norteadora, “Sustentabilidade: agir ou assumir consequências?”, mas sim buscar reflexões sobre o tema e, principalmente, fazer com que os corpos docente e discente conseguissem implantar efetivas ações sustentáveis na comunidade escolar (interna e externa).

Autores envolvidos no projeto e seus papéis:

Alunos de todo o ensino médio: pesquisa teórica, pesquisa de campo, reuniões com CEO’s de startups, desenvolvimento e testagem dos protótipos, divulgação de campanhas de conscientização, desenvolvimento e aplicação de sessões de meditação.

Professores/coordenação: orientação dos alunos, orientação dos professores, divulgação do projeto, contatos com terceiros, planejamento e apresentação para a comunidade.

CEO’s de startups (Classapp e Filho sem Fila): reuniões com alunos e feedback sobre o produto.

Funcionários da limpeza:  instalação e funcionamento e um dos protótipos no banheiro.

Funcionário de TI/eletrônica e prof. Física: pesquisa, compra de produtos, prototipagem e testagem.

Pais: colaboração na confecção e orientação de partes do trabalho.

Produtos finais do projeto:

Conscientização da comunidade e desenvolvimento de protótipos de produtos com potencial comercial, para reduzir o consumo de água, energia elétrica e plástico.

Elaboração do protótipo de um aplicativo de ride sharing que permitiria aos pais de alunos criarem uma rede de carona com outros pais que moram próximos e/ou no trajeto das suas casas à escola.

Implementação de ações para colaborar com a saúde mental e física dos membros da escola, através de curtas sessões de meditação. As sessões de meditação foram aplicadas no ensino fundamental 2, ensino médio e nas reuniões de professores.

Criação de um espaço no ambiente escolar para a promoção da paz e do entendimento entre todos da comunidade. O espaço é interativo e possui uma personagem simbolizando a Paz (Senhor Pacífico).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: