Mãos na terra

Os alunos do 2º e 3º anos passaram o semestre literalmente com as mãos na terra e, com certeza, o empenho valeu muito a pena. “Eles saíram das salas de aula para vivenciar os espaços verdes da escola na prática”, explica a consultora de sustentabilidade Aline Fanti, da Reconectta, empresa responsável pela implantação do projeto na See-Saw. “Com nossa ajuda e dos professores, as crianças transformaram um pequeno jardim ornamental em uma horta repleta de ervas, temperos, hortaliças e plantas medicinais.” Os frutos da colheita, como a couve e o manjericão, foram enviados para a cozinha, utilizados nas aulas de culinária e o excedente doado para os professores e funcionários.

“A partir da experiência de cuidar e manter a horta, elas passam a descobrir novos sabores e, consequentemente, a se alimentar melhor”, conclui Aline.  Sem falar do aprendizado de novos conceitos na prática, de um jeito diferente e divertido. Um deles foi a descoberta das plantas comestíveis não convencionais (PANC) como o Peixinho, o Pincel de estudante e a Flor do Guarujá. “Apesar de pouco conhecidas, elas representam um mundo de sabores, propriedades nutricionais e texturas a ser explorado.”, conta Aline. Os frutos dessa bela experiência podem ser vistos nos projetos de conclusão de semestre. Entre eles a exposição  Olhares da natureza, com fotos dos próprios alunos,  o fichário Saberes da horta, com receitas e desenhos explicativos das plantas.

Impressora 3D e o estudo das células

Os alunos do 8º ano estão estudando sobre células, em ciências com a professora Ivana. A tecnologia é um importante aliado, e neste aprendizado os alunos estão utilizando modelos feitos na impressora 3D da escola para aprender sobre as partes que constituem a célula.

Neste primeiro momento, a professora direcionou a elaboração do material, mas com a ajuda do Wagner de TI e da Coordenação, os alunos estão sendo estimulados a criar seus próprios projetos 3D e orientados nas possibilidades que a impressora disponibiliza, neste e em outros projetos escolares.

Com o apoio da professora de artes, os alunos vão finalizar os modelos das células identificando e pintando cada uma de suas partes no modelo.

José Roberto Dias

Coordenação EF2