Direcionando o olhar

              No final do mês passado, as duas salas do 7º ano fizeram um estudo no Centro Histórico de São Paulo, passando por pontos importantes como:  Farol Santander, Teatro Municipal, Viaduto do Chá e Vale do Anhangabaú, Bolsa de Valores, Mercado Municipal, Vila Inglesa, MASP, Estação da Luz e Pateo do Colégio

            Orientados pelos professores Leo (História) e Vinícius (Geografia), os alunos realizaram um Ensaio Fotográfico.

O objetivo foi o de aguçar o olhar dos jovens durante esta saída. Foi também o de despertar, por meio da fotografia, uma percepção atenta às nuances e contrastes que a realidade urbana de nossa cidade nos apresenta.

Antes das saídas, a cada grupo foi atribuído um dos seguintes temas: Pobreza; Riqueza; Animais de rua; Meios de transportes; Arquitetura; Pessoas.

Aqui estão reproduzidas algumas das imagens realizadas por eles. Este trabalho também estará exposto no Sábado Cultural.

Abaixo estão alguns dos olhares dos alunos.

Leo Rodrigues – Professor de História

Conhecer nosso passado, entender o presente e construir o futuro – parte 1

Como primeira parte do projeto de estudo dos alunos do 7º ano na área de Geografia, História e Ciências, fizemos uma visita ao Centro Histórico de São Paulo.

Na intenção de conhecer o contexto da origem e do desenvolvimento da cidade, realizamos um roteiro que constata um testemunho ainda existente do crescimento de São Paulo.

Conhecer o entorno do Teatro Municipal, subir no Farol Santander,  percorrer o Viaduto do Chá e o Vale do Anhangabaú, andar pela Rua Direita, passar na Bolsa de Valores e chegar até a Praça da Sé, no Marco Zero do Estado de São Paulo, foi só o começo dessa aventura do conhecimento.

Visitamos também o Páteo do Colégio, o Mercado Municipal, a Vila Inglesa e a Estação da Luz. Todos estes marcos são memórias vivas do crescimento e da importância da cidade.

Em seguida, partimos para o segundo eixo em importância cultural e econômica da cidade: a Avenida Paulista. Lá visitamos o Parque Trianon (com sua reserva de mata atlântica no meio da cidade), o MASP e caminhamos pela avenida contemplando os imensos e imponentes arranha-céus até outro ponto importante da história política e cultural de São Paulo e do Brasil: a escadaria do prédio da Gazeta, palco de comemorações e manifestações que mudaram a trajetória de nosso povo.

Escondido entre de centenas de prédios, nosso centro histórico ainda é testemunha de momentos cruciais da formação do espaço e da comunidade a que fazemos parte: visitá-lo é sem dúvida conhecer mais de nós mesmos. ”

José Roberto Dias

Coordenação EF 2

Egito Antigo – 1º ano EF1

egito

O projeto Egito Antigo foi desenvolvido para o primeiro ano do ensino fundamental e tem por objetivos gerais fazer uso deste tema para estimular a criança a estabelecer relações entre o seu modo de vida e o de outros grupos sociais.
Por fazer parte do currículo bilíngue, temos também objetivos voltados ao desenvolvimento de habilidades linguísticas, como a ampliação do vocabulário, incorporação de novas estruturas, desenvolvimento da compreensão auditiva e da capacidade de expressar-se utilizando uma segunda língua.
As atividades desenvolvidas buscam estimular uma participação ativa dos alunos. Incentivamos que eles trabalhem em grupos, manifestando opiniões, buscando informações, e confrontando ideias. Essas estratégias engajam e motivam os alunos, colocando-os no centro do processo de aprendizagem, e levando-os a assumir o protagonismo estudantil.
Além dos tradicionais métodos de pesquisa, trazemos para a sala de aula outras tecnologias, explorando-as e aplicando-as de forma responsável, ao buscar fontes confiáveis de informação, e ampliar seu uso para além do entretenimento.
Lisandra Ostronoff, Marina Giacon e Vanessa Corredato

Imagem1.png
Após explorar elementos geográficos e da paisagem natural, os alunos construíram uma representação do mapa do Egito com diferentes materiais e texturas.

PHOTO-2018-08-29-08-01-01Em grupos, os alunos pesquisam e discutem sobre os animais que habitam o Egito, e constroem um cartaz apresentando para os colegas suas descobertas.

Veja mais fotos do trabalho abaixo: